Como se tornar, legalmente, um corretor

Publicado em Geral Tags: , , ,

02F67386

Um corretor de imóveis é aquele profissional que lida com o ramo imobiliário, cumprindo uma função de intermediação entre o cliente que pretende vender o bem imóvel e o cliente que deseja comprá-lo. Ou seja, o corretor atua e participa da transação de um imóvel, rural ou urbano, basicamente apresentando as informações necessárias para a concretização da venda e revelando as dependências do imóvel para o comprador. Mas há outras atividades em que o profissional habilitado pode atuar, como por exemplo na verificação da construção dos imóveis ainda não edificados, na prestação de consultorias ou assessorias diversas, na exibição de projetos futuros que envolvam construções ou, sobretudo, na elaboração e organização de papéis, títulos e documentos relacionados à transação em que está envolvido.

Se você gosta de vendas e do ramo imobiliário, pode ser uma boa pedida para construir sua carreira. Mas você sabe o que é preciso para se tornar um corretor?

O que é indispensável para o exercício da profissão de corretor de imóveis?

A Lei Federal nº 6.530/1978 passou a regulamentar a profissão de corretor de imóveis, disciplinando inclusive o funcionamento de seus órgãos de fiscalização. Se antes da edição desta legislação qualquer pessoa poderia exercer as funções de intermediação na compra, venda ou locação de imóveis, essas atribuições passaram a ser exclusivas para aqueles que fossem possuidores de título de Técnico em Transações Imobiliárias.

A lei deu poderes de disciplina e fiscalização da profissão ao Conselho Federal e aos Conselhos Regionais (CRECIs), onde os habilitados devem se inscrever. Os Conselhos Regionais são geralmente instalados nas capitais dos Estados e do Distrito Federal, tendo aí sua sede e foro.

Neste sentido, para ser um corretor legalmente credenciado, deve-se antes de tudo ter cursado uma habilitação técnica em transações imobiliárias, a fim de conhecer os meandros da corretagem de imóveis e conseguir estar diplomado para atuar em circunstâncias que só um profissional com conhecimento específico poderia desenvolver. Só que, para fazer este curso, é necessário ter completado, ou ao menos estar cursando, o nível médio de ensino.

Também é uma exigência que o profissional, já certificado pelo curso apropriado, inscreva-se no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) da área onde vai atuar e se registre no sindicato de seu Estado (Sindimóveis).

Onde e como posso receber uma formação técnica sobre a profissão?

Atualmente, há uma grande oferta de cursos que tratam do currículo necessário para atuar com qualidade no ramo imobiliário. Algumas escolas e institutos chegam a oferecer cursos on-line, em que os estudantes podem ter mais flexibilidade de horários e locais para visualizar as aulas e material didático. Há cursos de alguns meses, até aqueles de mais de um ano, com programa curricular maior e uma abordagem mais aprofundada. Muitos cursos também têm parcerias com imobiliárias e outras empresas para a realização de estágios supervisionados – o que pode ser uma excelente oportunidade para que o estudante possa engatar mais rapidamente na profissão.

Terminado o curso técnico, você ainda pode, se quiser, continuar seus estudos em nível superior, cursando um bacharelado em Ciências Imobiliárias ou Gestão Imobiliária, que em geral possuem cargas horárias menores, como 2 anos de duração. O importante é que, com o diploma de Técnico em Transações Imobiliárias em mãos, você já poderá atuar em todo o território nacional, além de alcançar o direito de se registrar profissionalmente no CRECI em que desejar. Faça uma pesquisa, avalie a qualidade do curso, se é bem-conceituado no CRECI de sua região e pelos ex-alunos que já atuam na área.

E então, ficou empolgado para estudar mais sobre o ramo imobiliário? Conte para a gente!

Clientes imoveis e parcerias em um só lugar

Artigos relacionados: