O limite de financiamento de imóveis usados da Caixa caiu! Entenda o que mudou

Publicado em Geral Tags: ,

Businessman Working On Desktop Pc In Office

A Caixa Econômica Federal diminuiu, no início de maio, o valor do teto pra financiamento com recursos da poupança. A mudança feita pelo banco vale apenas para imóveis usados e foi estabelecida com o intuito de valorizar o financiamento de imóveis novos e populares.

Confira as novidades e entenda mais sobre o que mudou com esta regra!

Escassez de recursos da poupança

A caderneta de poupança já apresentou três recordes seguidos de saída de valores no ano de 2015 e o terceiro ocorreu no mês de março. Com o aumento de retirada e a redução da captação, a disponibilidade de recursos para financiamento caiu e as possibilidades se tornaram mais escassas, fazendo com que o acesso aos valores sejam dificultados através do aumento das taxas de juros.

Diminuição do valor máximo de financiamento

A diminuição dos limites de financiamento para imóveis usados começou a valer a partir do dia 4 de maio. Agora os valores de entrada para financiamento desse tipo de imóvel com recursos da poupança passam a ser maiores. No Sistema Financeiro de Habitação o valor total possível de ser financiado era de 80% e passa a ser de 50%. Já no Sistema Financeiro Imobiliário, o valor do imóvel que era financiado em 70% passa a ser de 40%.

Vendas e condições de compra

Com a mudança, algumas condições de compra são afetadas e consequentemente o número de financiamentos pode registrar uma queda. Os mais prejudicados são os consumidores com menor disposição de recursos para a compra de imóveis. Como a venda de estabelecimentos usados ainda é maior que a de novos, é possível que alguns setores do mercado imobiliário sejam atingidos de forma negativa.

Valor de venda dos imóveis

Apesar da possibilidade de diminuição das compras de imóveis usados, os seus valores dificilmente sofrerão redução, pois a margem de queda dos preços já se encontra apertada. Entretanto, dependendo da situação, os valores dos imóveis podem estacionar.

Se houver diminuição de compra, mesmo que somente de estabelecimentos usados, a confiança dos representantes do setor de construção e dos seus consumidores pode cair, fazendo com que os valores atuais também diminuam.

Foco em imóveis novos

A Caixa Econômica Federal pretende incentivar o financiamento de imóveis novos, priorizando as opções para moradias populares. Vale lembrar que os juros para financiamento da casa própria já aumentaram duas vezes em 2015.

Opções de financiamento

Como a nova regra está valendo somente para imóveis usados e financiados com recursos da poupança, a melhor opção para o consumidor é investir em financiamentos advindos de recursos do FGTS ou do programa Minha Casa Minha Vida. O banco assegura que nestas modalidades não houve qualquer tipo de modificação.

Sabemos que o mercado vive de inconstâncias, o que não impede a possibilidade de recorrer a certas alternativas de financiamento e venda de imóveis. O mais importante é saber qual a melhor opção para cada situação e as formas adequadas de repassá-las ao cliente.

Acompanhe mais informações sobre o mercado imobiliário através do nosso site e fique por dentro das novidades deste setor!

Clientes imoveis e parcerias em um só lugar

Artigos relacionados: